sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

A gente colhe o que planta

Eu acredito sim, que a gente colhe o que planta e ninguém esta livre disto, todos nós passaremos pela terra que cuidamos do nosso jeito e colheremos aqueles frutos gerados pelas nossas ações, sejam elas boas ou ruins, eu só não entendo o porque muitas pessoas ainda insistem em plantar o mal, eu só não compreendo como muitos corações por ai ainda se dedicam a ruindade, a frieza, ao desencontro, ao desamor, a impiedade. Bom seria se não fosse assim, mas quando não regamos a nossa semente com amor, é com a dor que a gente colhe, é com as perdas que a gente amadurece, é com os distanciamentos que a gente reconhece o quanto o outro era importante na vida da gente, ou o quanto valeria a pena lutar por um sonho honestamente, sem jogar areia nos projetos de ninguém. Eu só sinto muito em dizer que o tempo de Deus chega, que o mundo da voltas, e que o preço a gente paga pela maldade que a gente compra... Pra isto não há pressa, há apenas o tempo certo.
                                                            Cecilia Sfalsin

Só Deus entende o que esta acontecendo dentro da gente

Todos nós temos lutas diárias e dores invisíveis, aquelas que ninguém sabe, que ninguém vê, mas que vez em quando nos maltrata pelo tanto que dói. Todos nós temos momentos difíceis e dias ruins e nem sempre estamos bem, nem sempre conseguimos falar, sorrir, estar no meio de todos. As vezes passamos por certos desertos que por mais que alguém queira nos ajudar, só Deus entende o que esta acontecendo dentro da gente, só Ele consegue discernir os nossos silêncios e entender o nosso coração. Portanto, ao invés de julgar o outro pelo sorriso que ele não te deu, ou pelo oi que ele não falou, ofereça o seu ombro, o seu abraço e o seu amor, sem questionar tanto o porque da sua dor.
                                                              Cecilia Sfalsin